Archive for July, 2008

O Tempo BDSM

July 31, 2008

 

O tempo é uma variante curiosa.Muito curiosa. Ha tempo pra tudo e ,como estou num tempo e num espaço BDSM, o que posso falar sobre o tempo    BDSM…que ele é  ímpar, é diferente, transcorre  lentamente…..

Um mês nao é nada, um ano coisa alguma. É como uma capsula inclausurada num tempo e num mundo maior. Os dias correm com languidez, com preguiça. Há de se ter muita  paciência a mesma que nao temos nos relacionamentos baunilhas, no dia- a- dia do trabalho. Uma calma que nao esta nos engarrafamentos, nas filas, nas esperas.

Aqui o tempo é outra dimensão. Passa moroso, quase nao querendo passar, ele  retarda os  relógios do dia.

Tudo tem seu tempo. parece jargão, mas não aqui. Tudo de fato tem seu tempo de amadurecimento, de  espera , de  estar  pronto, de estar  completo. O tempo nao conta , o tempo nao passa.

Ele aprisiona, é o verdadeiro Senhor. O Dono que dobra as expectativas, os  quereres, as vontades, o Tesão. Ele que transcende os limites da razão, da modernidade, da vida lá fora. Ele  sim, é o verdadeiro Senhor de nossas vontades, voluntarioso,poderoso e arrogante.

C´est le temps perdu….de ces amours là….le temps qui reste

BDSM e os interesses

July 8, 2008

 

Pensando o que dizer….

 Tenho participado de  comunidades no Orkut e listas, como sempre, aliás e percebo numa recente discussão que  as vezes falamos de  valores como: igualdade, respeito que eu penso serem fundamentais como alicerces das relações BDSM  sejam elas  D\s ou de amizade e companheirismo dentro do meio. Dai que vira uma discussão meio de loucos, por que se fala ora desse estar no meio BDSM e  ora de dentro de uma D\s.

As relações pessoais dentro do meio BDSM são  ímpar. Primeiro porque eu acho que ha uma grande cumplicidade ou deveria haver entre todos ja que compartilhamos de praticas e fetiches  no minimo excentricos. Por outro lado, esses contatos, conversas sao majoritariamente virtuais e  demanda tempo pra  termos ideia de com quem estamos falando e do quanto essa pessoa é  séria em seu posicionamento. Posto isso, é  possivel desenvolver amizades bastante solidas até. Compartilhar experiências, confidencias, alegrias, frustrações e projetos.

Percebo que entre as  amigas subs, essa proximidade surge de forma mais natural, havendo afinidades nas conversas as coisas fluem, mas como se sabe, as vezes há decepções nesse percurso,em geral fruto de uma disputa.

Já com Dominadores, é  bem mais complicado. Eu tenho o dom rs de  começar a conversar  e na medida que converso e categorizo essas conversas como sociais, acaba por  resultar em alguns amigos que prezo muito. Mas observo  uma outra questão, ou  melhor, um comportamento de alguns Doms que me  impactam, há aqueles que so falam com as pessoas se ha  um interesse além da amizade , caso contrário, elas sao descartadas  rapidamente. Daí surgem silencios e indiferenças que particularmente, me parecem over. Isso acontece nao so no meio  virtual como tambem  no real.

Eu acho que valorizar as pessoas e ser gentil com todos é  quase que uma obrigação nesse planeta BDSM porque somos poucos, porque somos diferentes. Posso não ter interesse num relacionamento com  alguém mas entendo que isso nao  me impede de conversar , de rir, de trocar impressões e, ainda, sempre haverá situações  em que essa  amizade pode mostrar-se também útil para  alcançar  “outros objetivos” com outras pessoas.

Falar somente com o interesse de manter um relacionamento ou  não falar quando não há  esse interesse, leva alguns às raias da grosseria, às vezes. Acho tão desnecessário e a língua sempre coça com vontade de dizer: Ei, calma amigo, você tambem nao me interessa !

Esse texto não é direcionado à ninguém em especial mas sempre observei isso e acho tão bobo, infantil mesmo. Imagino que o argumento seja: nao estou interessado ,nao vou perder meu tempo e além do mais, as pessoas são  descartáveis, amanhã novos contatos de msn de novas subs entrarão no meu email. É verdade, no meu também, mas acho que as pessoas valem um pouco mais que isso e ter relações cordiais e civilizadas é o mínimo,  ainda mais por parte daqueles que dominam.

Descartáveis, somos todos. Substituíveis ,também, mas educação ou a gente tem ou nao tem, é de berço. E pensando aqui….quem pensa assim, fará o que com a “sub de seus sonhos” quando acordar?rs. Mas enfim…. só acho que é bacana quando nos distinguimos da mesmice a nossa volta.

Ela voltou….

July 3, 2008

Ela voltou, a moça de costas, pensativa, com os  cabelos pretos,longos e lisos. Ela foi raptada ontem a noite mas  hoje um amiga a capturou e mandou de volta pra casa rs.

Meu perfil do Orkut foi excluido, entendo e  nao sou contra nao, afinal  colecionei mais de 100 fotos  na categoria sensuais , dentro  dele. Mas ali tambem estavam alguns registros de dois anos de historia num meio  suficientemente exotico para desestimular e atrair.

Muita coisa foi junto, mas renovar é sempre bom. Agora me defini melhor, mais segura. Amigos ja tenho muitos e novos sao sempre bem vindos mas que me vejam e me apreciem ou não pelo que sou mesmo.

Mas  por outro lado, essa coisa toda é so virtualidade, é  so uma foto qualquer, umas palavras aqui outras  ali, umas risadas, uns pensamentos, com toda  a volatilidade  do  pensamento, a imaterialidade  da imagem na  tela LCD e  por outro lado com uma  silhueta  verdadeira. Coisa estranha esses lugares virtuais onde nos colocamos e , o que é pior,  sentimos falta deles !!!!!!

Blog é o que? a versão eletrônica do caderninho rosa que todas tinhamos ou das folhinhas soltas  guardados por ai e amarelecidas  que se perdiam  no tempo. Aqui a gente guarda, produz  folhinhas novas mas um dia  tambem o servidor cai, a senha é roubada, o site acaba.

Nada é  material, concreto estamos  no campo de idéias e imaterialidades, ambientes virtuais. Inimaginavel pensar que as pessoas  sejam virtuais ou as palavras. O que foi dito , foi  dito e atras  da tela e  dos textos tem uma pessoa como eu, como você. Coisa  misteriosa, nao?