Varanda

 

Eu vivo na varanda

ha muito sai da rua

ha muito nao entro em casa.

Vejo pela porta  a vida  de dentro da casa

ouço risos, choros, confidencias

conversas, brigas

sinto o cheiro dos temperos

vejo sorrisos, troco olhares

vislumbro os movimentos de repouso

de  excitação, os mais banais os mais  refinados

mas eu  continuo na  varanda e quando olho  para  a rua

vejo  um turbilhao, um pedaço de caos

nao ha pessoas, sao  vultos 

e nao percebo muita coisa

 

Mas eu estou na varanda

fumo um cigarro

e tem uma violeta.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: