O inferno do meu por que.

Há    coisas que  eu preciso  dizer e que nao  sei  como  faze-lo. Procuro  só  sentir e  expulsar  cada lampejo  de  racionalidade  que vem  sinalizar que talvez nao  seja  assim.

Ele   me propos um  caminho, me  ensina  cada passo com paciência,muita paciência e  mesmo nas minhas incompreensões  eu sou  grata,  agradeço  cada gesto  e  palavra  e me  ressinto  se talvez nao  consigo  expressar  isso. Mas sempre  me indago, maldita mania, do por que  das  coisas. Esse é  meu inferno, o por que de  tudo. E  por  que eu. Por  que  Ele me  ensina  e  me  faz  ver o que nao  via, sentir o que nao sentia  e querer ainda  mais o que eu ja sabia  que queria.  Posso  voltar  ao   nada, ao querer  difuso mas  Ele me incentiva, me leva  e  eu sigo confusa, nao  de meus  desejos, mas de minha  capacidade  em estar  a  altura, em merecer  cada  gesto,  cada palavra, cada chance.

Lhe  digo que me  esforço, que  quero. Me  defronto com meus limites a  cada  instante e os ultrapasso errando por   vezes, mas determinada. reconheço minha  inexperiencia, minha insegurança porque  nao   sou nada e  Ele  me  quer  assim. NInguem, nada, alimento  cru de  seu  sadismo  e prazer. Eu sempre  me pergunto por que Ele quer  assim, por  que isso ja me maltrata, por que um Grande Predador  volta-se a  uma presa tão pequena, tão inabil, tão  vulneravel como uma  rata. Me  volto  a minhas  reflexões e  de novo me  pego  nos meus por  ques. Que Ele me  ensine  tambem a  nao ter  respostas, a me  submeter ao  que nao  tem  explicação, mas que  Ele permita que  eu  diga que não  sou  digna, que nao estou  a  altura de  suas  grandes presas que meu  corpo naõ é  suficiente ao seu gosto  tao  refinado de  delicadas  e  sofisticadas iguarias. Eu  tenho um sabor  fugaz, trivial  ainda, sem especiarias, sem  essencias  nobres.

Por  que  Ele  faz isso e  nao me deixa aonde  estava. Por  que  toma  uma  ratinha à  toa, de  pano e  a  deixa pensar que ganha  vida. Isso é   cruel. Mas   a  crueldade é a  armadilha para  a presa, que  tolamente se  torna languida, devassa, cativa do  Seu querer sádico e de  Seu  poder.

Ele é  um  Grande Tigre Branco,Senhor único  de  seu território, eu sou só uma  rata, de pano, que aos poucos pensa ganhar  vida.

2 Responses to “O inferno do meu por que.”

  1. Maestro Alex Says:

    aplaudindo

  2. Amar Yasmine do SENHOR AQUILIS Says:

    Minha linda AnAmAdA!

    Só posso te dizer que vc está se superando.
    Aplaudindo que nem o Maestro Alex.

    Doces besos, meu anjo!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: