Archive for October, 2009

October 29, 2009

Resolvi trazer uma plantinha. rsarruda

Te olho e me molho

October 22, 2009

Te olho

7 James Martin Oliver Wardell

Me molho

( Voyeurismo – Leila Micollis )

October 22, 2009

blue-nude

in
tens
ida
de
(in)tenso
querer.

ana.mmk

Releitura

October 19, 2009

i_femme

 

Hoje  eu  li,  reli meu blog  e  me  surpreendi. Há tantos pensamentos  e  reflexões  que  ,hoje,  parecem  que  não me pertencem, porque  mudei  concepções,  reavaliei  conceitos, me  reli e  me  repaginei. Parece  falta  de imaginação usar  frases  feitas, pedacinhos  de  canções, mas  eu  prefiro  ser  uma  metamorfose  ambulante –  usei,pronto. Me  permitir  incoerencias,  mudanças e  outros  focos. O   distanciamento  muda  o olhar, mesmo  o  distanciamento  do  tempo. A  Ana  de  2008  é  a mesma  em  essencia  da  de  2009, mas  o olhar  já  nem  tanto, refinou, acredito.

É  bom  se  encontrar  tempos  adiante, nada  é  igual, nem melhor  nem pior, mas  alguam  coisa  muda sempre e  nada  é  mais  vida  do  que  isso. Quem bom,  fiquei  feliz  em  me  sentir  impelida  a  responder o  que  eu  mesma  disse, mas  deu  vontade. Opa, ana…não é  bem  assim ! Lembra  do  dia  que  voce  escreveu  isso ( e  ainda me  falta o  maldito ponto  de  interrogação ) …. foi  tudo  ne….ou,   que  m….

Adorei  me  reencontrar  até porque  nunca  me  separei  de  mim  so precisamos,  aqui,  discutir  a  relação, uma  DR  básica….ops .

Dicionário Particular ( 1 )

October 19, 2009

 

lettres_maju1aa6-cb57d

A 

ana.  eu  . mmk

 

B

begõnia.  presas a  minha  janela

 

C

círculo . o  centro  da  roda, meu lugar.

 

D

desviante. segui  por  ali

 

E

Ele. maiusculo  másculo.

Canibal

October 2, 2009

Canibal

Fará mal quem te possuir
se não a chupar até o tutano dos ossos:
será equívoco, errôneo.

Pecará, quem te possuir,
se não a eletrificar com a língua quente,
experimentando teus temperos naturais:
deixá-la trêmula, quase com medo.

E errará duplamente se não a cozinhar bem,
mui bem cozida, antes de comê-la o cu.

(Só as Putas Acreditam em Príncipes Encantados.)

Rafael Nolli, esta semana, no Poema Dia
Erotisme-Eroticism9

Caio e me levanto

October 1, 2009

Ninguém pode duvidar de que as coisas recaem. Uma pessoa adoece, e de repente numa quarta-feira recai. Um lápis na mesa recai toda hora. As mulheres, como recaem. Teoricamente nada ou ninguém pensaria em recair mas de toda maneira está sujeito, sobretudo porque recai sem consciência, recai como se nunca antes. Um jasmim, para dar um exemplo perfumado. De onde vem a penosa amizade da brancura com o amarelo? O mero permanecer é recaída: o jasmim, então. E não falemos das palavras, essas recaidiças deploráveis, nem dos bolinhos frios, que são recaída certa.

Cortázar, J.algerie mon amour