Sonho de Consumo #48

Eu tenho uma coleção de sonhos de consumo, alguns sao meros sonhos, alguns  consigo chegar perto e por ai  vai.

Acho q  comentei à  época nas listas que li o livro Gordon de J. Templeton e  fiquei assim…..era tudo que eu queria…..

 

achei uma resenhazinha, vale a indicação da  leitura.

Este livro, que inclui cenas de sadomasoquismo, sodomia e violência, foi publicado pela primeira vez em 1966, sob o pseudónimo de Louise Walbook, e logo proibido em Inglaterra e na Alemanha. Só em 2001 foi lançado com o nome da autora. Após o fim da Segunda Guerra Mundial louise, uma mulher bonita e culta, de 28 anos e à beira do divórcio deixa o exército e regressa a Londres onde vive num apartamento alugado. Tenta reencontrar velhos amigos no bar Shephards quando um homem magro e ossudo, de voz baixa mas firme lhe segura o pulso e a leva para fora do bar. Minutos depois , num banco de jardim, sem consentir, mas também sem resistir, tem a sua primeira experiência sexual com um homem de quem nem o nome sabe. Louise inicia assim um romance que mistura jantares e sessões de análise, dor e prazer, com um conseituado psicanalista, Gordon.

 

  • Gordon

  • EDITH TEMPLETON   
  • Lançado originalmente em 1966, sob pseudônimo de Louise Walbrook, o livro foi imediatamente proibido na Inglaterra e Alemanha por ser considerado imoral. Incluindo cenas de sadomasoquismo, sodomia e violência, a mais famosa obra de Edith Templeton só foi lançada com assinatura da autora em 2001 e conserva até hoje o frescor de linguagem e narrativa. Ao ser tomada de surpresa por Gordon, um conceituado psicanalista, a protagonista Louise inicia um romance que mistura jantares e sessões de análise, dor e prazer. Ambientado em um período no qual a psicanálise ainda não era popular, o livro mostra o restrito círculo dos seguidores de Freud em conflito com as primeiras descobertas de Louise, que começa a se familiarizar com conceitos como Complexo de Édipo e mito da Vagina Dentada. Em contrapartida, a culta protagonista apresenta clássicos literários de Thomas Mann e Goethe ao médico – que ora desdenha das narrativas, ora desenvolve interpretações que lhe parecem originais. Juntos, vivem em um universo paralelo, de dominação e loucura. Sob o verniz cultural da história, está uma Louise que se submete a qualquer humilhação em nome da segurança que a companhia do médico representa. Narrada em primeira pessoa, a história conta com belas metáforas e uma franqueza atordoante. O livro é repleto ainda de elementos autobiográficos: como Edith Templeton, Louise trabalhou na guerra, morou em Londres e passou a infância em um luxuoso castelo. Mas o final da trama deixa poucas pistas sobre os limites entre ficção e realidade. Desafiando a finitude que acompanha quase todo sentimento intenso, Gordon garante a Louise: “Vou prendê-la para sempre, porque sempre encontrarei novas maneiras de torturá-la”. O que pode significar amor eterno ou prenúncio de tragédia.
    Editora: Rocco
    ISBN: 9788532516909
    Ano: 2007

  • Leave a Reply

    Fill in your details below or click an icon to log in:

    WordPress.com Logo

    You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

    Twitter picture

    You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

    Facebook photo

    You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

    Google+ photo

    You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

    Connecting to %s


    %d bloggers like this: